A MAÇONARIA

PERGUNTAS FREQUENTES 

 

1. O que é a Maçonaria dos nossos dias?

 

A MAÇONARIA é uma instituição essencialmente filosófica, filantrópica, educativa e progressista. É filosófica porque em seus atos e cerimônias ela trata da essência, propriedades e feitos das causas naturais. Investiga as leis da natureza e relaciona as primeiras bases da moral e da ética pura. É filantrópica porque não está constituída para obter lucro pessoal de nenhuma classe. Pelo contrário, suas arrecadações e seus recursos se destinam ao bem estar do gênero humano, sem distinção de nacionalidade, sexo, religião ou raça. Educativa porque procura conseguir a felicidade dos homens e mulheres por meio da elevação espiritual e pela tranqüilidade da consciência. É progressista porque partindo do princípio da imortalidade e da crença em um princípio criador regular e infinito, não se aferra a dogmas e superstições. E não põe nenhum obstáculo ao esforço dos seres humanos na busca da verdade, nem reconhece outro limite nessa busca senão na ciência.

 

2. A Maçonaria é uma sociedade secreta?

 

A Maçonaria não é uma sociedade secreta, no sentido tradicional do termo. Uma sociedade secreta é aquela que tem objetivos secretos e oculta a sua existência, assim como as datas e locais de suas sessões. O objetivo e propósito da Maçonaria, as suas leis, história e filosofia tem sido divulgados em livros que estão a venda em qualquer livraria. Os únicos segredos que a maçonaria conserva são as cerimônias usadas na admissão de seus membros e os meios usados pelos Maçons para se conhecerem. A Maçonaria é simplesmente discreta.  

 

3. A Maçonaria é um partido político?

 

A Maçonaria não é um partido político, nem tem partido. Como princípio, a maçonaria apóia o amor à Pátria, o respeito às leis e à Ordem, pugnando pelo aperfeiçoamento das condições humanas. Os maçons são aconselhados a serem cidadãos exemplares e a se afastarem de movimentos cuja tendência seja a de subverter a paz e a ordem da sociedade. São também incentivados a serem cumpridores das ordens e das leis do país em que estejam  a viver, sem nunca perder o dever de amar o seu próprio país. A maçonaria promove o conceito de que não pode existir direito sem a correspondente prestação de deveres, nem privilégios sem retribuição, assim como privilégios sem responsabilidade.  

 

4. A Maçonaria é uma sociedade de auxílios mútuos?

 

A Maçonaria não é uma sociedade de auxílios mútuos, não assegurando uma fonte de rendimentos para qualquer dos seus membros, mesmo os que ocupam cargos. Contudo, a Maçonaria empenha-se em que nenhum de seus membros sofra necessidades ou seja um peso para os outros.

 

5. Então o que é a Maçonaria?

 

A Maçonaria é uma organização mundial de homens e mulheres que, através de formas simbólicas dos antigos construtores de templos, voluntariamente se uniram para o propósito comum de se aperfeiçoarem na sociedade, admitindo em seu seio pessoas de caráter, sem consideração à sua raça, cor, sexo ou credo.

 

6. O maçonaria é uma religião?

 

Não. A Maçonaria não é uma religião. É uma sociedade que tem por objetivo unir os membros em uma verdadeira fraternidade.

 

7. O que a maçonaria combate?

 

Os erros, os preconceitos, a ignorância, a superstição, o fanatismo, o orgulho, a intemperança, o vício, a discórdia, a dominação e os privilégios.

 

8. Quais as condições individuais indispensáveis para poder pertencer à maçonaria?

 

Crer na existência de um princípio Criador ou na Consciência da Humanidade, ser livre e de bons costumes, ser consciente de seus deveres para com a Pátria, seus semelhantes e consigo mesmo, ter uma profissão ou ofício lícito e honrado que lhe permita prover as suas necessidades pessoais e de sua família e a sustentação das obras da Instituição.

 

9. O que se exige dos maçons?

 

Em princípio, tudo aquilo que se exige ao ingresso em qualquer outra instituição, respeito aos seus estatutos, regulamentos e acatamento às resoluções da maioria, tomadas de acordo com os princípios que as regem. Amor à Pátria, respeito aos governos legalmente constituídos, acatamento às leis do País em que vive, etc. E em particular, a guarda dos sigilos dos rituais maçônicos, conduta correta e digna dentro e fora da maçonaria; a dedicação de parte do seu tempo para assistir às reuniões maçônicas, a prática da moral, da igualdade e da solidariedade humana e da justiça em toda sua plenitude.  

 

10. O que se obtém sendo maçom?

 

A possibilidade de se aperfeiçoar, de se instruir, de se disciplinar, de conviver com pessoas que, por suas palavras e por suas obras, podem constituir-se em exemplos, encontrar afetos fraternais em qualquer lugar em que se esteja, dentro ou fora do país. Finalmente, a enorme satisfação de haver contribuído, mesmo em pequena parcela, para a obra moral e grandiosa levada a efeito pelos maçons. Ostenta o seu lema Liberdade, Igualdade e Fraternidade, com a abstenção das bandeiras políticas e religiosas.  

 

11.Qual é o seu objetivo?

 

Seu objetivo é a investigação da verdade, o exame da moral e a prática das virtudes.  

 

12. O que a entende a Maçonaria por moral?

 

Moral é para a Maçonaria uma ciência com base no entendimento humano. É a lei natural e universal que rege todos os seres racionais e livres. É a demonstração científica da consciência. E esse maravilhoso código de convivência nos ensina nossos deveres e a razão do uso dos nossos direitos. Ao penetrar a moral no mais profundo de nossa alma, sentimos o triunfo da verdade e da justiça.  

 

13. O que entende a Maçonaria por virtude?

 

A Maçonaria entende que virtude é a força de fazer o bem em seu mais amplo sentido; é o cumprimento de nossos deveres para com a sociedade e para com a nossa família, sem interesse pessoal. Em resumo: a virtude não retrocede nem ante o sacrifício e nem mesmo ante a morte, quando se trata do cumprimento do dever.  

 

14. O que entende a Maçonaria por dever?

 

A Maçonaria entende por dever o respeito  aos direitos dos indivíduos e à sociedade. Porém não basta respeitar a propriedade apenas, mas também devemos proteger e servir aos nossos semelhantes.   Em verdade, essa é a maior síntese da fraternidade universal.  

 

15. A Maçonaria Universal obedece a uma autoridade máxima?

 

Nem mesmo em um país como os Estados Unidos que agora se compõe de 50 Estados e conta com cerca de 4 milhões de Maçons, obedece a Maçonaria a uma autoridade suprema. Como indivíduos  os Maçons obedecem a seus princípios, e a Maçonaria, como instituição, segue seus Landmarks, que determinam seu direcionamento, dentro dos usos e costumes da ordem. Prima, no entanto, pela obediência às leis do País em que se situa, e pelo respeito a todos os princípios que considerar válidos, sem, portanto, a necessidade de submissão a qualquer poder de fora.  

 

16. A Maçonaria aceita a mulher como membro?

 

Sim, mesmo antes da constituição da primeira Grande Loja a maçonaria já aceitava mulheres em suas Lojas. Após a iniciação de Maria Deraismes, em 14 de Janeiro de 1882, na Loja “Les Libres Penseurs”, em Peck - uma pequena cidade a oeste de Paris. Ela foi a primeira mulher maçom a fundar a primeira Grande Loja Mista em Paris, em 4 de abril de 1893, juntamente com Georges Martin, maçom de alta reputação.

GOMP© 2020 Todos os Direitos Reservados

  • Youtube
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon